Vereador Beni Rodrigues (PSB) é condenado à perda do mandato por improbidade

Share Button

O vereador Beni Rodrigues (PSB) foi condenado à perda do mandato de vereador. A decisão foi publicada ontem (22) pelo juiz Rogério de Vidal Cunha, substituto na 1ª Vara da Fazenda Pública de Foz do Iguaçu. Em sua decisão, o magistrado determinou ainda a suspensão dos direitos políticos do parlamentar pelo prazo de cinco anos, o ressarcimento aos cofres públicos do valor de R$ 171.133,36 e multa civil de duas vezes esse valor.

Beni foi condenado junto com o assessor Sebastião Pires dos Santos por ter, segundo denúncia do Ministério Público do Estado do Paraná, utilizado dos serviços de seu assessor na campanha eleitoral de 2012 na distribuição e controle de panfletos, o que, de acordo com o juiz, implicou em utilizar de recursos públicos para fins privados, em prejuízo ao erário público.

Em sua sentença, Vidal afirmou que “afronta ao razoável a atuação de Beni que, com sua conduta, transfere para seu patrimônio o valor referente aos custos do trabalho de seus assessor, passando esse custo ao povo iguaçuense, que com seu labor mantém as despesas dos agentes públicos, que, no mínimo, deveriam sempre reconhecer a necessidade de zelo para com os valores que estão à sua disposição ou sob a sua confiança, não é dinheiro seu, não é dinheiro de sua família, é dinheiro retirado do suor de mãos trabalhadoras, muitas vezes famintas, que sustenta o serviço público, honestidade é o mínimo que se demanda”, defende o magistrado.

Procurado pela reportagem do Jornal do Iguassu, o vereador Beni Rodrigues afirmou por telefone ao final da tarde desta quinta-feira desconhecer a decisão e que por isso não poderia comentar o caso.

Fonte: Jornal do Iguassu