UNILA completa seis anos e comemora bons resultados

Share Button
Foto: Divulgação/UNILA
Foto: Divulgação/UNILA

A UNILA chega aos seis anos comemorando bons resultados alcançados em 2015. A terceira colocação no Índice Geral de Cursos (IGC), do Ministério da Educação (MEC), divulgada em dezembro, colocou a UNILA como referência nacional. Com pontuação de 4,247, a UNILA só ficou atrás da UFRGS (4,349) e da Unicamp (4,380). O IGC é um indicador de qualidade do MEC, que leva em consideração os conceitos dos cursos de graduação, as avaliações dos programas de pós-graduação e a distribuição dos estudantes nos diferentes níveis de ensino. A classificação abrange um conjunto de 230 universidades (federais, estaduais e particulares) e institutos federais. No total, foram avaliadas 2.042 instituições de ensino superior.

Também merece destaque a nota 5 (em uma escala de 1 a 5) para o curso de Ciências Econômicas – Economia, Integração e Desenvolvimento no processo de reconhecimento pelo MEC. Outros 12 cursos foram avaliados em 2015 com nota 4. A avaliação para reconhecimento é realizada quando a primeira turma chega à metade do curso, e leva em consideração o projeto pedagógico, a qualificação dos docentes e a infraestrutura, entre diversos pontos.

O ano de 2015 foi, também, o do início de 12 novos cursos de graduação, elevando para 29 as carreiras ofertadas e ampliando, por consequência, o número de estudantes da Universidade, hoje em mais de 2.300 alunos, provenientes de 12 países. Aos três mestrados implantados foram somados outros dois, que iniciam a seleção de alunos em 2016 – Mestrado em Políticas Públicas e Desenvolvimento e Mestrado em Literatura Comparada.

Acompanhando as atividades de ensino, a pesquisa e a extensão – os outros dois pilares do ensino superior – também tiveram um salto. Os projetos de pesquisa passaram de 98 em 2014 para 257 – crescimento de 162% em um ano – e as ações de extensão (projetos, cursos e eventos) saíram de 79 para 156 – aumento de 97,46%.

Para atender o crescimento acadêmico foi preciso ampliar a estrutura física da Universidade. Das 24 salas de aula em 2010, a UNILA passou a contar com 83 em 2015 e, com a mudança da unidade centro para o prédio no Jardim Universitário, o número passou a 99 para este período letivo. A mudança de prédios também vai ampliar o número de laboratórios. Hoje, a UNILA possui 17 laboratórios, sendo 13 no PTI. A unidade Jardim Universitário vai abrigar mais 77 laboratórios de ensino, pesquisa e extensão.

A oferta acadêmica está sendo ampliada também com a implantação do Núcleo de Educação a Distância (EaD), credenciado pelo MEC, em agosto, com nota 4. Foram avaliadas a documentação e a infraestrutura disponível. A expectativa é oferecer, inicialmente, aulas da grade curricular dos cursos de graduação e cursos de especialização.

Fonte: UNILA