Projeto de ressocialização dos presos da Polícia Civil de São Miguel já está funcionando

Share Button
Projeto de ressocialização dos presos da Polícia Civil de São Miguel já está funcionando
Foto: Divulgação

Na manhã de ontem (11), foi oficialmente inaugurado o Projeto Esperança na Delegacia da Polícia Civil da cidade de São Miguel do Iguaçu. O delegado da unidade, Dr. Francisco Sampaio, policiais civis e funcionários da delegacia receberam as autoridades locais, e os demais delegados da 6ª Subdivisão Policial para um coquetel de café da manhã para a cerimônia de inauguração que aconteceu no pátio da delegacia.

O Projeto Esperança consiste na ressocialização dos presos sob custódia da Polícia Civil de São Miguel do Iguaçu, sendo desenvolvidos cursos profissionalizantes de corte e costura e eletricista residencial, além da confecção de fraldas geriátricas, com uma máquina doada pela Prefeitura Municipal, que serão distribuídas a população carente através da Secretária de Assistência Social do município.

A sala onde abriga o projeto foi construída com apoio da população, empresários locais e Associação Comercial de São Miguel do Iguaçu. Os detentos que participarão do projeto poderão com três (03) dias trabalhados, remir (diminuir) um (01) dia em sua pena imposta. No total, 10 presos foram selecionados para participar inicialmente do projeto, podendo ser substituído a qualquer momento caso apresente um mal comportamento.

O delegado chefe da 6ª S.D.P, Dr. Alexandre Macorin parabenizou ao delegado Francisco Sampaio e todos da unidade policial pela iniciativa. “Quando designei o Francisco para tomar posse em São Miguel do Iguaçu tinha a certeza que ele iria desenvolver um belo trabalho, como está acontecendo. O delegado de polícia é o primeiro garantidor dos direitos humanos do preso, e ao contrário do que muitos pensam, uma pessoa presa merece uma chance de ressocializar-se”, disse o delegado.

Por sua vez, o delegado, Dr. Francisco Sampaio agradeceu a todos que lhe apoiaram desde o inicio do projeto e acreditaram, assim como ele, na ressocialização dos detentos. “Agradeço aos empresários que nos ajudaram financeiramente no projeto, ao meu delegado chefe que confiou em mim, e a toda minha equipe que acreditou junto comigo que podemos fazer pessoas melhores mesmo dentro de uma cela de cadeia”, finalizou o delegado.

Fonte: Comunicação Polícia Civil

Projeto de ressocialização dos presos da Polícia Civil de São Miguel já está funcionando Projeto de ressocialização dos presos da Polícia Civil de São Miguel já está funcionando