Polícia Civil apreende 180 pedras de crack em Foz do Iguaçu

Share Button

No início da manhã desta segunda-feira (27), investigadores do Grupo de Diligências Especiais realizaram a prisão em flagrante pela prática do crime de tráfico de drogas de Juliane da Cunha, 27 anos de idade e de Noé Valentin Enriques, 38 anos de idade, na Comunidade do Bolo, Bairro Jardim Jupira.

Os investigadores já vinham monitorando a pessoa de Noé, pessoa está conhecida pela equipe policial pela prática do crime de tráfico de drogas; quando nesta manhã receberam informações de que este estaria praticando a comercialização de entorpecentes.

De imediato, a equipe se deslocou até a Comunidade do Bolo, no momento da abordagem Noé estava na posse de 2 (duas) pedras de crack e a quantia de R$ 15,00 (quinze reais). Na sequência foi revistado Juliane, esposa de Noé, onde foi encontrado com a mesma 3 (três) pedras de crack. Questionado Juliane sobre a origem do entorpecente esta acabou confessando que estaria “ajudando” o marido na comercialização de drogas.

A equipe se deslocou a residência do casal, próximo do local em que foi realizada a abordagem, onde localizaram no interior de uma máquina secadora de roupas 180 (cento e oitenta) pedras de crack, totalizando 40 gramas; além de R$ 36,00 (trinta e seis reais) e dois rolos de papel alumínio.

Diante dos fatos, o casal foi conduzido a Delegacia da Polícia Civil onde o Delegado, Dr. Geraldo Evangelista lavrou o flagrante delito. Noé e Juliane permanecem na carceragem provisória da 6ª Subdivisão Policial a disposição da justiça.

Por: Comunicação da Polícia Civil