Participe da campanha “Foz é Muito Mais”                                                                                

Share Button

Participe da campanha "Foz é Muito Mais"

Uma parceria inédita entre o Iguassu Convention & Visitors Bureau (ICVB) e a Ecocataratas promove o Destino Iguaçu, uma ação que visa o aumento do fluxo de visitantes que utilizam seu próprio veículo para visitar a Terra das Cataratas. Desta ação, surgiu também a campanha “Foz é Muito Mais”, que apresenta aos paranaenses um destino próximo, de fácil acesso e com características de viagem internacional.

A campanha oferece aos paranaenses uma série de descontos e benefícios para aproveitar o Destino. São diárias extras, descontos em jantares e vários bônus oferecidos pelos associados do ICVB para quem fizer o cadastro através do site da campanha www.fozemuitomais.com.br. É possível, por exemplo, visitar com desconto, locais como o complexo Itaipu, o Museu de Cera e o Vale dos Dinossauros.

Turista daqui

Atualmente, os moradores do estado representam a região brasileira que mais visita as Cataratas do Iguaçu, segundo os dados de 2014 do Parque Nacional do Iguaçu. Foram quase 350 mil paranaenses que estiveram no atrativo. Com incentivo no setor rodoviário, esse número deve ser ainda maior em 2015.

Desenvolvimento

Para os responsáveis da Ecocataratas, a ação também promove o desenvolvimento regional, e estimula o turismo no estado. “Contamos com o apoio dos parceiros nesta ação a fim de beneficiar a região trinacional e convidar o usuário a explorar os pontos turísticos e desfrutar do lazer que a região pode oferecer”, afirma Evandro Couto Vianna, diretor superintendente da Ecocataratas.

Como Participar

Para participar o interessado deve acessar o site da campanha e realizar um breve cadastro. O usuário receberá um código no e-mail cadastrado que dará direito a participar em qualquer uma das opções da promoção que escolher. Vale lembra que o período de inscrição é de 15 de agosto a 31 de outubro, podendo utilizar os serviços até o dia 20 de dezembro de 2015.

Fonte: CGN