Paraná terá feriado e fim de semana com calor. Clima muda na segunda

Share Button
Foto: Arnaldo Alves / ANPr.
Foto: Arnaldo Alves / ANPr.

O tempo deve continuar firme nos próximos dias em todo o Paraná. Segundo previsão do Simepar, na quinta-feira (21), feriado de Tiradentes, e durante o fim de semana a temperatura segue elevada em todo o Estado. Na sexta-feira, a máxima prevista é de 27 graus na em Curitiba, com possibilidade de chuva para as regiões Sul e Leste do Paraná. No Litoral, o clima permanecerá quente e abafado com previsão de pancadas de chuva.

A previsão do Simepar é que a situação de calorão mude a partir de segunda-feira (25). A tendência é que as temperaturas comecem a diminuir com a incidência de chuvas no interior do Estado. Deve chover em Foz do Iguaçu, Cascavel e Pato Branco ainda na segunda-feira. Ao longo da semana haverá menos variação de temperatura, com índices mais amenos a partir de quarta-feira (27), quando começa a quebrar o bloqueio atmosférico que persiste no Estado.

BLOQUEIO – Os paranaenses esperam desde o fim de março por temperaturas mais amenas. O outono, no entanto, continua com clima de verão. Segundo o meteorologista do Simepar, Samuel Braun, essa situação não é atípica. O calorão da estação pode ser explicado por um bloqueio atmosférico que traz a sequência de tempo bom dentro de um período que deveria ser mais frio.

O bloqueio é o responsável pelas temperaturas mais elevadas. “Ao longo do outono/inverno é comum a situação de um bloqueio atmosférico, com a ocorrência de uma sequência de tempo bom dentro de um clima mais frio e seco”, afirma Braun.

“Isso costuma acontecer mais para frente, entre junho e agosto. Neste ano, o bloqueio veio mais cedo, unindo as duas estações. Se fosse em junho ou julho estaríamos vivendo um bloqueio atmosférico com uma média de, no máximo, 25 graus”, explicou o meteorologista.

O bloqueio atmosférico dura, em média, 10 dias e costuma ser mais comum e mais longo no Norte e Noroeste do Estado. “Normalmente, o Sul não vive essa situação por tantos dias, como tem acontecido”, explica Braun.

A previsão é que nos meses de maio e junho as temperaturas fiquem mais amenas e chova em todo o Estado. “A tendência, depois da quebra de bloqueio, é que entremos em uma situação mais normal com a chegada de frentes frias e ondas de frio. Isso deve ficar mais frequente a partir de maio.”

Fonte: AEN / Postado por: Wallace Zenaro