Governo intensifica ações para criar rota direta entre a Europa e Foz do Iguaçu

Share Button
Foto: AEN
Foto: AEN

Desde o início de 2015, o Governo do Paraná negocia com companhias aéreas a criação de uma rota direta entre a Europa e Foz do Iguaçu. Um dos trechos em estudo é a ligação sem escalas com a Itália, via Roma ou Milão. As negociações são encabeçadas pela vice-governadora, Cida Borghetti.

Na avaliação de Cida, além de atrair turistas de diversos países da Europa, a nova rota vai estimular os negócios na região e estabelecer uma nova porta de entrada no país, pela região Oeste. “Foz do Iguaçu tem potencial para se tornar um aeroporto hub para o Mercosul, atraindo novos turistas, gerando empregos, renda e uma série de oportunidades”, afirma a vice-governadora.

As negociações contam com o apoio da Prefeitura de Foz do Iguaçu, da Itaipu Binacional e do governo federal, por meio da Embratur, e da embaixada do Brasil na Itália.

PARCERIA ITÁLIA – As companhias aéreas fazem simulações de destinos e avaliam possibilidades técnicas e financeiras, combinando o vôo com turismo e carga e, ainda, com a inclusão de uma parada em alguma capital do Mercosul. “É um complexo processo onde estão sendo analisados aspectos financeiros, técnicos e logísticos”, explica Cida Borghetti.

Para incentivar de imediato o aumento do fluxo de turistas europeus, o Paraná firmou parcerias com as empresas Alitalia e TAP com o objetivo de promover e divulgar destinos paranaenses, em especial Foz do Iguaçu. Hoje somente 7% dos italianos que vem ao País visitam Foz do Iguaçu. “É uma operação comercial. Trabalhamos para criar a demanda e com isso consolidar a rota comercialmente”, detalha a vice-governadora.

As empresas já iniciaram um processo de divulgação do Paraná entre os operadores comerciais e em seus veículos de comunicação com passageiros.

A vice-governadora e o prefeito de Foz do Iguaçu, Reni Pereira, estiveram na embaixada brasileira em Roma para uma reunião com os principais operadores de turismo da Itália. Eles são responsáveis por 80% das emissões de pacotes com destino ao Brasil.

Também foi acertada a possibilidade de os turistas italianos emitirem vôos via Roma ou Milão com destino final em Foz do Iguaçu usando parceiros da TAP no Brasil. A empresa é a maior companhia européia em hub para o Brasil.

Fonte: AEN