Foz do Iguaçu poderá receber novos profissionais do Programa ‘Mais Médicos’

Share Button

Foz do Iguaçu poderá receber, ainda esse ano, novos profissionais inscritos no Programa Mais Médicos, do Governo Federal. A promessa veio a partir de uma reunião na semana passada entre a prefeitura e o Secretario Nacional da Gestão, do Trabalho e da Educação do Ministério da Saúde, Rogério Luiz Abdalla.

“Em visita a cidade na ultima sexta-feira, o secretário visitou a UBS da Vila C Nova, unidade credenciada pelo programa Mais Médicos, e durante uma reunião, acenou a possibilidade de recebermos mais profissionais em outros editais”, adiantou a diretora de Atenção Básica, Lisete Palma.

Em 2016, atuavam no município 16 médicos cadastrados no programa do Governo Federal. Hoje, são 27 profissionais distribuídos entre as equipes de Saúde da Família, em 28 Unidades Básicas de Saúde (UBS).

São 9 médicos cubanos, 9 intercambistas e 9 brasileiros, inscritos no Conselho Regional de Medicina, podendo atender como médicos generalistas, ou clínico geral. A lista dos médicos que atuam na cidade e a escala de trabalho estão disponíveis no Portal SAÚDEFOZ.

http://www.saudefoz.com.br/SaudeFOZ/Formularios/wfrmVisualizarObjetos.aspx?ObjId=994

Para a diretora de Atenção Básica, a atuação destes profissionais na cidade representou uma melhora significativa no atendimento aos pacientes. “Além de ampliar o acesso do usuário, o programa provoca melhorias na qualidade e humaniza o atendimento, com médicos que criam vínculos com seus pacientes e com a comunidade”.

Lisete afirma que os médicos também tem contribuído com a melhora dos indicadores de saúde. “Eles tem responsabilidade, entendimento, atualização nos processos de trabalho da atenção básica, e com isso ganha o usuário, a secretaria e toda a cidade. Os nossos indicadores começam a dar sinais de recuperação, como da mortalidade infantil, que com certeza absoluta tem influencia do atendimento da atenção básica e destes profissionais”, pontuou.

Mais Médicos

O Programa Mais Médicos (PMM) é parte de um amplo esforço do Governo Federal, com apoio de estados e municípios, para a melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Além de levar mais médicos para regiões onde há escassez ou ausência desses profissionais, o programa prevê, ainda, mais investimentos para construção, reforma e ampliação de Unidades Básicas de Saúde (UBS), além de novas vagas de graduação, e residência médica para qualificar a formação desses profissionais.

O Mais Médicos se somou a um conjunto de ações e iniciativas do governo para o fortalecimento da Atenção Básica do país. A Atenção Básica é a porta de entrada preferencial do Sistema Único de Saúde (SUS), que está presente em todos os municípios e próxima de todas as comunidades.

Por: AMN