Fichas sujas lançam candidatos ‘laranjas’ para concorrerem às eleições de 2016

Share Button

A Lei da Ficha Limpa está conseguindo aos poucos moralizar a política brasileira, pessoas que cometeram crimes no passado quando eram administradores da máquina pública, agora estão tendo que acertar as contas com a justiça. Muitos já foram condenados em segunda instância, logo, se tornaram ‘fichas-sujas’.

Na política, ficha-suja designa-se a qualquer pessoa, que se envolveu em escândalo político como: mensalão, lavagem e/ou desvio de dinheiro (geralmente público) e/ou de verbas, corrupção, suborno, sabotagem, sonegação, abuso de poder, além de vários outros crimes políticos e eleitorais.

Por lei os ‘fichas-sujas’ não podem disputar eleições, no entanto, como eles são obcecados pelo poder, acabam candidatando “representantes” em substituição. Quase sempre, esses “laranjas” são lobos em pele de cordeiros. Falam de renovação, novos tempos, moralidade e ética, mas nos bastidores estão abraçados com os dinossauros da velha política.

Além de estarem nas eleições com o único objetivo de atenderem exclusivamente os interesses dos dinossauros, os “laranjas” ainda tumultuam o processo eleitoral e mentem na maior cara de pau.

Não é muito difícil de descobrir quem são os laranjas, geralmente eles mentem em coisas simples. Em todo o Brasil, há candidatos que mentirem em pelo menos três situações.

1º Disseram que eram graduados em Harvard – MENTIRA
2º Disseram que não faziam parte da conscienciologia – MENTIRA
3º Disseram que não estavam com os dinossauros da velha política – MENTIRA

De todas as mentiras, a que mais tem chamado a atenção das pessoas é como alguns candidatos tem negado a fé, filosofia de vida e dos movimentos a qual pertencem. Não há problema algum em professar a visão de mundo, não há crime.