Em 14 dias, mais de R$ 2,5 milhões em mercadorias foram apreendidas na Operação Muralha

Share Button

No período de 03 a 16 de outubro, que corresponde aos primeiros quatorze dias da Operação Muralha, as atividades na região oeste do Paraná foram realizadas principalmente na barreira de fiscalização instalada próximo à praça de pedágio situada no município de São Miguel do Iguaçu/PR e em estradas secundárias da região.

Os resultados obtidos nestas primeiras duas semanas foram bastante expressivos, tendo sido realizadas até o momento 18 prisões em flagrante e apreensões de 53,3 quilos de maconha; 16 armas e 302 munições; 1540 comprimidos de medicamentos e anabolizantes e aproximadamente R$ 2,56 milhões em mercadorias apreendidas. Além disso, foram retidos 37 veículos, sendo 31 veículos de passeio e quatro ônibus.

Destaque para a quantidade de veículos apreendidos que aumentou 288% com relação ao mesmo período da fase anterior da operação. Este aumento se deve a duas situações específicas: o porte de quantidades e valores excessivos de mercadorias e o transporte de mercadorias ocultas ou em fundo falso que gera perdimento do veículo.

Esses números chamam a atenção quando comparados com o mesmo período da 1ª fase da Operação em maio deste ano. Destaque para as quantidades de armas e prisões realizadas neste início da operação. Ao todo foram 16 armas (aumento de 1.500%), 17 carregadores (aumento de 470%) e medicamentos (aumento de 3.600%), resultado bastante superior ao encontrado, no mesmo período, na fase anterior da operação, que foi de 1 arma, 3 carregadores e 41 unidades de medicamentos.

Além disto, o número de prisões também cresceu expressivamente com relação ao mesmo período da fase anterior. Até agora foram presas 18 pessoas, sendo dois jovens menores de idade. Já no mesmo período da fase anterior da operação haviam sido presas cinco pessoas apenas.

Quanto a apreensão de drogas, houve um aumento na variedade de tipos e meios de ocultação. Ao todo foram apreendidos 53,3 kg de maconha, 1 kg de cocaína e 1,1 kg de Crack. Destaque para o uso continuo e massivo dos cães de faro que têm obtido grande êxito nas apreensões de drogas, principalmente maconha que tem tido maior ocorrência nesta fase da operação.

A Operação Muralha, que envolve servidores da Receita Federal, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Exército, Marinha, Polícia Militar do Paraná, Polícia Civil e Departamento de Inteligência do Paraná, teve início no dia 3 de maio por período indeterminado.

Por: Comunicação da Receita Federal