Dilto Vitorassi é o presidente da CPI da ‘Operação Pecúlio’ da Polícia Federal

Share Button
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Com a finalização dos trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito que investigava irregularidades na aprovação do Loteamento Condomínio Horizontal Quinta do Sol, com a leitura em extrapauta do relatório final da CPI, na sessão de terça (17), viabilizou regimentalmente a abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar denúncias averiguadas pela Operação Pecúlio, a qual havia sido instalada na sessão do dia 3 de maio e aguardava conclusão de uma Comissão temporária em andamento para ser aberta de fato.

A partir disso, os trabalhos da CPI que investiga as denúncias averiguadas pela Operação Pecúlio da Polícia Federal, foram abertos na manhã desta quarta-feira (18) com uma reunião entre os integrantes, na qual foi definido que: O vereador Dilto Vitorassi (PV) é o Presidente da Comissão; Vereador Edílio Dall´Agnol (PSC) é o relator e o Vereador Nilton Bobato (PCdoB) é membro. No voto entre os parlamentares para definir a função de cada Vereador na Comissão, o Vereador Nilton Bobato (PCdoB) voltou em si próprio para as funções de Presidente e relator da CPI.

Contudo, o que foi definido pela maioria a composição ficou a citada acima. O primeiro passo da CPI será encaminhar ofícios solicitando documentos às autoridades competentes. Os Vereadores definiram por solicitar todos os documentos referentes à Operação Pecúlio à 3ª Vara Federal de Foz do Iguaçu e ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região e também cópia da petição do pedido de prisão preventiva do Prefeito, o qual foi negado.

Além disso, os parlamentares vão solicitar ao Executivo: cópia dos contratos e processos licitatórios do Fozhabita; Foztrans; Secretaria de Esporte e Lazer; Íntegra do processo licitatório do primeiro contrato da Intersept e aditivo; Contrato com a Falconi; documentos da Secretaria Tecnologia e Informação e lista das planilhas de Pedido de inserção publicitária, feitas pela Comunicação Social da Prefeitura e Agência de Publicidade contratada pelo Executivo; cópia do processo licitatório do ‘Novo Tempo’ Uniformes escolares e também os comprovantes de entrega; cópia do processo licitatório da Empresa Mita Fotocopiadora e também da Empresa Luminapar; entre outros.

Também estão na lista de documentos que serão solicitados: Contratos do Laboratório do Hospital Municipal – Biocenter; da Empresa Embrasil; Empreiteira Sul; Aguiar refeições e Denis estacionamento. O presidente da CPI, Vereador Dilto Vitorassi (PV) enfatizou “em todas as áreas que houver denúncias nós vamos investigar”. Após o recebimento da documentação, Vereadores devem se reunir para mapear os próximos passos da CPI.

Por: Comunicação da CMFI

Dilto Vitorassi é o presidente da CPI da 'Operação Pecúlio' da Polícia Federal