Detran reduz em dez dias tempo de espera por exame prático de direção

Share Button

detran
O novo sistema do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) distribui eletronicamente as vagas para o exame prático de direção e reduziu em dez dias, em média, o tempo de espera dos candidatos à primeira habilitação. O projeto foi desenvolvido em parceria com os Centros de Formação de Condutores (CFC) e diminuiu o prazo de agendamento de um mês para 20 dias.

A principal mudança no modelo, construído pelo Detran e pela Companhia de Tecnologia da Informação do Paraná (Celepar) é a adoção de um sistema digital que calcula matematicamente o número de vagas para cada autoescola e faz a divisão de forma proporcional. Antes, a distribuição de vagas era feita, em média, uma vez por mês para cada unidade do Detran, informando o número de processo do candidato, o dia e a hora desejada. Agora, o gerenciamento das vagas é feito no CFC, que pode adequar às necessidades de cada candidato, conforme a disponibilidade.

“Entendemos que é essencial agilizar o processo de primeira habilitação em todas as fases. O exame prático é a última etapa antes de o candidato receber a Carteira Nacional de Habilitação. A demanda é imensa e só é possível encontrar soluções conversando e ouvindo os parceiros”, conta o diretor-geral do Detran, Marcos Traad.

PLANEJAMENTO – Os testes iniciais do novo sistema começaram em julho deste ano. “Melhorou muito, agora podemos nos programar com os veículos, colocar mais alunos por horário, fazer os testes no mesmo dia”, comentou Brasílio Teixeira de Britto, dono da Autoescola Britto.

Com o modelo eletrônico, cada autoescola pode fazer o agendamento até às 15 horas do dia útil anterior ao exame. A vaga estará garantida pelo processo, de acordo com a demanda e capacidade da empresa, garantido uma cota mínima de exames para cada autoescola e, com isso, colocando fim aos encaixes de horários.

O Detran dividiu também os dias de abertura de vagas por Ciretran. Desta forma, o acesso ao sistema de agendamento não fica mais sobrecarregado, o que acontecia quando 900 autoescolas de todo o Estado tentavam agendar os exames simultaneamente.

DIÁLOGO – De acordo com o diretor de tecnologia e engenharia do Detran, Marco Aurelio de Araujo Barbosa, o processo de modificação no agendamento de exames práticos levou em conta os pedidos dos proprietários dos CFCs e dos candidatos.

“Construímos um cenário condizente com a realidade. A maior preocupação do Detran é atender bem o cidadão e adequar o sistema era fundamental”, diz Barbosa.

EXAMINADORES – O Detran faz, em média, 97,8 mil exames práticos por mês, em todo o Paraná. Para ampliar o atendimento, o Departamento investe de forma contínua na formação e capacitação dos servidores.

Desde 2011, 1.317 funcionários participaram de cursos de capacitação. Em 2014, foram formados 120 examinadores e vistoriadores e em 2015 serão mais 80 servidores.

O Governo do Paraná também investiu nos servidores da autarquia interessados em incluir ou alterar a categoria da carteira habilitação para trabalhar nas bancas de exames práticos, principalmente para as categorias pesadas, como ônibus e caminhão. Os cursos de direção foram pagos pelo Detran, um investimento de R$ 950 mil.

Fonte: AEN