Deputada Claudia faz o primeiro discurso em Libras da história da Assembleia Legislativa

Share Button

A Deputada estadual Claudia Pereira (PSC) na última terça-fera (26), durante Sessão Plenária, fez o primeiro discurso em Libras da história da Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP). Foi uma homenagem ao Dia Nacional do Surdo, comemorado anualmente em 26 de setembro, data em que, em 1857, o Brasil inaugurou sua primeira escola para surdos, no Rio de Janeiro.

O discurso surpreendeu até mesmo seus colegas deputados, que ficaram em silêncio e sem compreender o que estava sendo comunicado.

Para a deputada, que conhece a Língua de Sinais, este era o objetivo. “Fazer o discurso em Libras foi importante para que os ouvintes pudessem experimentar aquilo que a comunidade surda vive no seu dia a dia e entender os desafios que enfrentam e precisam superar”, afirmou.

Embora a Língua Brasileira de Sinais (Libras) tenha sido reconhecida em 2002 como a segunda língua oficial do país faltam intérpretes e a comunicação continua sendo a grande barreira para esse público. De acordo com o último censo do IBGE, o Brasil conta com quase 10 milhões de pessoas com deficiência auditiva. Deste total, cerca de um milhão são jovens até 19 anos que precisam estudar e concorrer a vagas no mercado de trabalho.

“Aqui mesmo na Assembleia Legislativa, por exemplo, não temos intérprete de Libras. E isso se repete também na maioria do poder Executivo e Judiciário”, afirmou Claudia. “Podemos imaginar a dificuldade que os surdos têm para compreender o questionamento de um juiz, as recomendações de um médico, as informações de uma repartição pública”, ressaltou.

A sessão foi transmitida ao vivo pela TV Assembleia e acompanhada por surdos e seus familiares.

Fonte: Assessoria