Convenção de vendas da CVC trará mais de 1.300 agentes de viagens a Foz do Iguaçu

Share Button

Foz do Iguaçu receberá no período de 16 a 20 de fevereiro, 1.372 agentes de viagens brasileiros, que são líderes de vendas da operadora CVC, empresa que dispõe de 1.100 lojas em todo o Brasil e mais 15 mil agências fidelizadas que vendem seus pacotes.

A Convenção Anual de Vendas da CVC, que será realizada no Hotel Rafain Palace, com abertura na noite de quinta-feira (16), no Hotel Recanto Cataratas, foi idealizada para acontecer em Foz do Iguaçu com base na proposta feita pela Gestão Integrada do Turismo.

Serão 34 ônibus de turismo circulando por Foz do Iguaçu, com visitas técnicas nas Cataratas do Iguaçu, Itaipu, Marco das Três Fronteiras, além de visitas a Ciudad de Leste, no Paraguai, e Puerto Iguazú, na Argentina.

A Secretaria Municipal de Turismo (SMTU) está dando apoio logístico ao evento e organizou uma reunião entre os promotores do evento com a Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar, Guarda Municipal e Foztrans, que ocorreu na manhã de segunda-feira (13), na sede do Conselho Municipal de Turismo (COMTUR).

O objetivo do encontro foi de repassar informações às forças policiais sobre os roteiros a serem realizados pelos participantes do evento, para que auxiliem nos diversos deslocamentos de ônibus que ocorrerão principalmente na quinta-feira (16) e sexta-feira (17), dias em que os visitantes percorrerão os atrativos turísticos.

Segundo Felipe Gonzalez, que é presidente do COMTUR, vice-presidente da ABAV-PR e representante do Receptivo CVC em Foz, os ônibus serão todos de Foz do Iguaçu, com motoristas da cidade, que estão acostumados com os trajetos. “Cada ônibus terá um guia local, o que facilitará as operações, além de transmitirem informações adequadas aos visitantes”, declarou.

No sábado (18) e domingo (19) o grupo estará reunido em convenção fechada de vendas no Hotel Rafain Palace. Na ocasião, o time de executivos da Matriz CVC falará sobre tendências em viagens para os próximos anos. Foz do Iguaçu está entre os 10 destinos nacionais mais vendidos pela operadora e hoje é uma das rotas mais procuradas por clientes da empresa que a cada ano traz cerca de 100 mil turistas ao destino.

“Em 2016, foram 110 mil passageiros encaminhados pela CVC a Foz, o que representa 10% do movimento registrado no Parque Nacional do Iguaçu”, disse Felipe Gonzalez.

Gonzalez comentou sobre a captação do evento para Foz: “foi um trabalho da Gestão Integrada do Turismo, que viu nesse evento uma possibilidade de um crescimento de visitantes, tendo em vista que estarão presentes líderes de vendas de todo o Brasil, o que potencializa muito a promoção do destino. Dessa forma, queremos que os agentes de viagens tenham o melhor conhecimento possível dos principais atrativos que visitarão e que daqui levem uma experiência inesquecível e marcante, de forma que isso se traduza em vendas”, afirmou.

“A Gestão Integrada abraçou essa iniciativa, fez os esforços necessários para captar este evento para o destino e como sempre, todas as forças estão envolvidas: Prefeitura, polícias, Itaipu, Convention Bureau, Fundo Iguaçu, Secretaria de Turismo, Infraero, ICMBio, atrativos, todos procurando dar o melhor atendimento possível para que o evento seja de pleno êxito”, concluiu Gonzalez.

Lourenço Kurten, secretário municipal de Turismo, comentou que “a Convenção CVC é um evento bastante importante, uma vez que se trata da maior operadora de turismo da América Latina, que tem um público já cativo. A ideia é que os agentes possam conhecer nossos atrativos e vender de uma forma ainda mais intensa o nosso destino”.

“Nós, da Secretaria de Turismo, estamos focados com os deslocamentos desses visitantes e a preocupação é que não causem transtorno nem para os agentes de viagens e nem para a população”, afirmou Kurten. “A SMTU convocou os órgãos de segurança, juntamente com a Secretaria de Segurança Pública, para tratarmos do tema da melhor forma e estabelecermos toda a logística, para que tudo isso impacte o menos possível no trânsito do município.”

“Esperamos que a população entenda que é um evento muito importante para a cidade e que nesses dias, principalmente 16 e 17, se tiver algum atraso no trânsito, se houver a necessidade de esperar um pouco em algum semáforo, que compreenda que é um resultado positivo para a cidade que está se buscando”, concluiu o secretário.

Por: AMN