Comércio paranaense acumula perdas de 3,42% em 5 meses

Share Button

fronteira urgente fecomercio

O varejo paranaense registou queda de 3,42%, entre janeiro e maio deste ano, de acordo com uma pesquisa divulgada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio). Na comparação entre maio e abril deste ano, houve pequena melhora, com alta de 3,17%, mas em relação ao mesmo período de 2014 é perceptível redução de -8,17%.

Os empresários tem diminuído a formação de estoques, com compras -3,52% menores às do mesmo período do ano passado. O emprego também começou a cair, com cortes de -1,88% no quadro funcional e na comparação com maio do ano passado, houve redução de 3,67%.

Com a queda nas vendas, o nível de emprego já começou a cair. No período de janeiro a maio, o comércio paranaense teve cortes de -1,88% no quadro funcional e na comparação com maio do ano passado, houve diminuição de -3,67%.

De acordo com o presidente do Sistema Fecomércio Sesc Senac PR, Darci Piana, a crise política e econômica tem afetado a percepção tanto dos empresários quanto dos consumidores. “De um lado, temos o declínio na intenção de compras das famílias, que retêm o consumo por causa da inflação e pelo receio de eventuais demissões. Por outro lado, os empresários veem o movimento de suas lojas cair e por isso acabam freando investimentos e reduzindo estoques”, analisa. Segundo o dirigente, endividamento das famílias e a inadimplência completam o cenário pouco favorável para o comércio.

Os piores indicadores no período são observados pelas concessionárias de veículos (-24,29%), autopeças (-14,03%), calçados (-11,43%) e vestuário e tecidos (-6,21%). Por outro lado, vêm mantendo crescimento as livrarias e papelarias (11,56%), supermercados (8,04%), combustíveis (5,84%), farmácias (5,79%) e lojas departamentos (4,81%). Na variação interanual, os números de maio deste ano são piores do que no mesmo mês de 2014. Tiveram crescimento apenas as livrarias e papelarias (10,06%), supermercados (9,27%) e combustíveis (4,42%).

Fonte:Paraná Portal (http://www.paranaportal.com.br/blog/2015/07/17/comercio-paranaense-acumula-perdas-de-342-em-5-meses/)

Foto: Fecomercio