Chico Brasileiro vistoria obras da Avenida Andradina

Share Button

As obras de prolongamento da Avenida Andradina, que estavam paradas desde 2016 e foram retomadas no dia 13 de dezembro de 2017, seguem em ritmo acelerado. No último sábado (06), o prefeito Chico Brasileiro esteve no local para vistoriar os serviços.

Desde que a obra foi retomada, a empresa Itavel, responsável pela execução, já retirou bases de um trecho da via que foram colocados fora dos padrões e iniciou o reforço da pavimentação asfáltica de um outro trecho da avenida.

Todos os serviços estão sendo executado com base na auditoria feita pela Falcão Bauer, empresa contratada pela prefeitura que produziu um laudo técnico apontando os erros cometidos pela gestão passada.

Para garantir que os serviços sejam executados com a máxima qualidade, engenheiros e fiscais da Secretaria Municipal de Obras (SMOB), estão acompanhando de perto os trabalhos.

“Nós temos o prazer de mostrar para a população o serviço que está sendo feito nesta avenida, um serviço de qualidade e fiscalizado pela nossa equipe de engenheiros da prefeitura para que tenhamos uma obra de qualidade, e com a durabilidade de no mínimo de 10 anos”, afirmou o prefeito Chico Brasileiro.

A retomada da obra com uma economia de R$ 1,5 milhão, só foi possível graças a um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) firmado entre Prefeitura, Ministério Público Federal (MPF) e a empresa Itavel Serviços Rodoviários.

VALORES

A empresa Itavel pagará uma indenização no valor de R$ 218.835,32, valor compensado em serviços. Além disso, a justiça apontou que R$ 438 mil já haviam sido pagos além das obras executadas, e não serão novamente pagos à empresa. Outra economia aos cofres públicos pactuada no TAC é de R$ 890 mil, correspondentes aos reajustes e reequilíbrios financeiros, uma vez que o contrato foi celebrado em 2014.

SERVIÇOS

Os serviços na avenida incluem a execução de obras de galerias, locação, demolição e movimentação de terra, sinalização vertical e horizontal, pavimentação asfáltica (CBUQ), paisagismo, ponto de ônibus e outros serviços que integram o projeto referente ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) do Governo Federal.

PRAZO

De acordo com o TAC, a empresa obrigatoriamente terá que concluir a obra até o dia 18 de abril de 2018, sob pena de multa diária de R$ 3.604,75 em caso de eventual atraso.

Por: AMN